Benefícios para o Brasil

Conheça um pouco mais sobre os benefícios proporcionados pela pesquisa clínica no Brasil.

Benefícios dos Estudos Clínicos no Brasil para os Investigadores Locais

  • Estímulo e acesso ao uso de novas opções terapêuticas;
  • Aperfeiçoamento técnico-científico, por meio de intercâmbio com cientistas de outros países;
  • Recompensa financeira pela qualidade do trabalho, muitas vezes revertida para o desenvolvimento de centros de pesquisa, principalmente em universidades;
  • Desenvolvimento como "Líderes de opinião";

Benefícios dos Estudos Clínicos no Brasil para os Profissionais da Saúde

  • Oportunidade de trabalho (especialistas em estudos clínicos);
  • Oportunidade de treinamento (ciência / metodologia);
  • Exposição a padrões de qualidade internacionais;
  • Recompensa financeira / melhores salários;
  • Desenvolvimento pessoal / profissional;

Benefícios dos Estudos Clínicos no Brasil para os Serviços de Saúde Pública

  • Novas fontes financiadoras;
  • Estímulo para a modernização;
  • Atualização em métodos e padrões de qualidade;
  • Melhor eficiência nas operações (custos);
  • Rótulo internacional de "excelência";

Benefícios dos Estudos Clínicos no Brasil para os Pacientes

  • Diagnóstico mais acurado;
  • O melhor tratamento possível ("state of the art");
  • Maior atenção da enfermagem / farmácia;
  • Atenção e seguimento médico mais rigoroso;
  • Acesso a pacientes não tratados / não diagnosticados;
  • Vantagem com a inversão das estações;

Benefícios dos Estudos Clínicos no Brasil para a Indústria Farmacêutica

  • Acesso a investigadores fortemente motivados;
  • Criação / desenvolvimento de "speakers";
  • Treinamento dos "líderes de opinião";
  • Dados locais com novos medicamentos;
  • Proteção contra as cópias;
  • Explorar o mercado brasileiro que já foi o 6º mercado mundial de medicamentos e hoje é o 12º.

 

Nos últimos anos, o Brasil fez parte de estudos clínicos que permitiram o desenvolvimento de medicamentos inovadores na área de oncologia, hipertensão, doenças ligadas ao sistema nervoso central (depressão, esquizofrenia, Mal de Alzheimer etc.), entre outros. No entanto, um dos principais impedimentos para a realização de pesquisas clínicas no País é o atraso no tempo de aprovação dos estudos, o que coloca o Brasil atrás de países como Argentina e Chile na realização de pesquisas clínicas.